Reajuste: comandantes querem aumento linear. Amorim e Dilma querem dar mais para quem está no Haiti, UPPs e fronteiras

AMORIM NO RIO
Ministro da Defesa, Celso Amorim sobrevoou ontem cidades atingidas pelas chuvas no estado, onde Exército atua em ações de apoio. Na visita ouviu que a nova progressão de carreira (em menos anos) deixará a PM do Rio mais atraente que as Forças Armadas.

LINEAR É ENTRAVE
Fonte civil da Coluna informa que a demora para definição do esperado reajuste dos soldos se deve a um posicionamento firme dos comandos. Só aceitam discutir aumento linear. Rejeitam proposta que prevê reajuste maior para quem está em ação de pacificação ou na fronteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário