Radicalóides planejam manifestações hoje contra o lançamento da nova versão do Orvil no Clube Militar

Por Jorge Serrão

Os arredores da sede social do Clube Militar, no centro do Rio de Janeiro, podem voltar a ser palco de manifestações de radicalóides de extrema esquerda nesta segunda-feira. Eles se mobilizam para hostilizar os militares e civis que comparecerem ao CM, a partir das 16 horas, para o lançamento do “Orvil” (livro escrito ao contrário), como é conhecida a obra que apresenta a versão oficial do Centro de Inteligência do Exército sobre tudo que aconteceu antes.durante e depois de 31 de março de 1964, quando os militares assumiram o vácuo de poder no Brasil.

Publicado pela editora Schoba, com 920 páginas, capa dura, formato 16,3x23, e preço de R$ 72 reais (R$50 no lançamento), o livro é leitura obrigatória para se conhecer a visão oficial dos militares sobre o governo dos presidentes militares (que a esquerda consagrou com a expressão ditadura militar). O Orvil foi originalmente programado para ser publicado na década de 80, mas uma decisão equivocada do Ministério do Exército preferiu evitar polêmicas e deixou que a história fosse mal contada apenas pela versão ideológica da esquerda – que sempre desenha os militares como “ditadores e torturadores”.

Prefaciada pelo General Geraldo Luiz Nery da Silva, a edição atualizada do Orvil tem apresentação do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra – vítima permanente da perseguição ideológica de esquerda, e recentemente perseguido oficialmente pela nada justa “Justiça de Transição” como “torturador” pela sua atuação no Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi) de São Paulo entre setembro de 1970 e janeiro de 1974.

O presidente do Ternuna (Terrorismo Nunca Mais), General Valmir Fonseca Azevedo Pereira, assina o texto de um Breve Necrológio do General Del Nero (Coordenador e um dos escritores do Orvil). O epílogo foi escrito pelo Brigadeiro Ivan Frota. A contracapa tem texto do General Aricildes de Moraes Motta. A versão foi organizada pelo Tenente-Coronel Licio Maciel e Tenente José Conegundes do Nascimento. 

Breve, haverá lançamentos do Orvil em Fortaleza, Recife, Brasília, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Rio de Janeiro, São Paulo, Campo Grande, Curitiba, Porto Alegre e Santa Maria.

Fonte: Alerta Total

Nenhum comentário:

Postar um comentário