“Cachorro operacional” salta de paraquedas

“Cachorro operacional” salta de paraquedas em operação da FAB e do Exército
Rottweiler Adam serve no 36º Pelotão de Polícia do Exército
Rottweiler Adam saltou de para-quedas no Rio Crédito: FAB / CP

Adam não é um rottweiler comum. “Militar” do 36º Pelotão de Polícia do Exército, integrante da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército, o cachorro deu nesta sexta-feira o seu primeiro salto de paraquedas, durante a Operação Saci, que ocorre em conjunto entre Exército e Força Aérea Brasileira, no Rio de Janeiro. Foi o primeiro envolvendo animais em mais de dez anos, de acordo com a Agência FAB.
O feito foi mais um para o extenso currículo de Adam, que tem oito anos de idade. Empregado como cão de ataque, ele atua em missões de patrulha e esteve presente, inclusive, na operação de garantia da lei e da ordem no Complexo do Alemão, no Rio, em novembro de 2010.
O salto foi realizado a partir de um avião C-105 Amazonas. Adam saltou com o próprio para-quedas. Para isso, a preparação começou ainda no início do ano: “Utilizamos um equipamento de rapel, que foi desenvolvido pelo DOMPSA e que hoje é usado até pela Polícia Militar. Em cima dele, começamos a trabalhar os pontos de pressão, ancoragem e de distribuição do peso do animal”, explicou o comandante do 36º Pelotão de Polícia do Exército, tenente Daniel Totto Bianco.
De acordo com a Agência FAB, Adam vai saltar novamente nos próximos dias. Realizada pela FAB e pelo -Exército, a Operação Saci mobilizou o salto de paraquedas de mais de 1,3 militares, de dez aviões.
CORREIO DO POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário